terça-feira, 5 de junho de 2007

SOM

Gosto quando te calas
entre minhas coxas,
provocando silêncios
de se ouvir demais...

4 comentários:

Jens disse...

Belo. Para ser admirado em silêncio.

sandra camurça disse...

Minha querida, muita sensibilidade em teus poemas.Sempre.
Um beijo grande.

ACANTHA disse...

Doce, JENS... Obrigada..

ACANTHA disse...

E você está me deixando muito mal acostumada com tantos elogios SANDRA...