sexta-feira, 26 de outubro de 2007

SEDE

Me abro
e me deixo

e me entrego
e me esvaio,

enquanto teus dedos falam coisas
no meu corpo,

com urgência e desordem,
exaurindo em mim o gozo e a voz...
Incisiva-mente.

34 comentários:

Moacy Cirne disse...

Um sede sem fim? Um poema com fim? Tudo vale a pena se... Mas, não, deixemos de lado Fernando Pessoa: eis aqui um poema que fala da vida quando a alma-corpo não é pequena. Um beijo.

Gustavo Chaves disse...

não faça isso comigo! "It's so beatiful that i can't live!" beleza americana!

alex sens disse...

essa coisa "incisiva" é a melhor do poema :)

Natália Nunes disse...

Ai, eu adoro essas palavras dedilhadas em peles e pêlos.

Fernanda Passos disse...

Meus olhos se esvaem nas tuas letras ACANTHA.
Linda. Vc é a poesia.

Jens disse...

Flozinha:
Delicado, verdadeiro, intenso, ardente, elegante e criativo. Como a autora.
Um beijo.

Erika disse...

é bom demais esvair-se em letras, pelos olhos de outros.

beijos e ótimo final de semana

sandra camurça disse...

Ô, Menina, ce tá cada dia melhor, sabia? Tô falando sério, viu?

Gosto muito de ti
e grata, muito grata pelos emeios me dando força pelo estado de saúde do meu pai.

Um beijo enorme!

Francisco Sobreira disse...

Caríssima Acantha,
Um poema de forte conteúdo erótico, mas que, pelo seu talento, não corre o mínimo risco do apelativo (até porque vc não busca isso). E continuo admirando o ritmo dos seus versos. Menina, você que ainda não viu poesia no meu bloque, passe por lá , quando puder, pois a postagem, feita ontem, é dedicada à poesia de um poeta paulista, que, talvez, você não conheça. Um beijo e um lindo fim de semana.

Paulo Bono disse...

tocar a pele é bom né, Acantha?
abraço

ACANTHA disse...

Uma sede sem fim, MOACY. E intensa...

ACANTHA disse...

Tão feliz que você tenha gostado, GUSTAVO...

ACANTHA disse...

Entendo, ALEX querido...

ACANTHA disse...

Deliciosa essa música tocada em corpos NATÁLIA...

ACANTHA disse...

Eu, FERNANDA??
Vindo de quem vem, considero dos mais altos elogios que eu poderia receber..

ACANTHA disse...

Elogio absolutamente parcial. E gentil. E doce. Como o autor, JENS..

ACANTHA disse...

Em letras e em vozes e...Não é verdade, ERIKA??

ACANTHA disse...

Você é a irmã da minha alma, SANDRA..

ACANTHA disse...

Sempre, sempre, sempre tão gentil, FRANCISCO!! Claro que não deixo de visitar seu blog!

ACANTHA disse...

Bom?? Ótimo, PAULO.. Ótimo...

ro disse...

Bonito! Beijo

ACANTHA disse...

Você é linda, RO!

Lucas Parente disse...

Me transmite uma sensualidade imediata. Quase tão visual quanto a minha. Ai, ai... Isso é um perigo... Isso é uma delícia.

Genial.

Passa lá no teatro.

Abraços.

Márcio Hachmann disse...

Saciar a sede na límpida fonte, é isso que faço quando leio seus versos. Beijo

Marceleza disse...

Isso é de deixar ofegante!

Acantha disse...

Na coxia, LUCAS???

Acantha disse...

Que doçura, MÁRCIO... Estava com saudades..

Acantha disse...

Bom, muito bom te ver aqui, MARCELEZA...

Fernanda Passos disse...

Gatonazona. Vim dizer que não esqueci de ti nem de teus belos escritos. Aliás, onde eles estão?

hein?
hein?


beijosssssssssssssss

ACANTHA disse...

Gatonazona eu? Quem diz, FERNANDA!!! Você é uma linda!!!

Marcelo F. Carvalho disse...

Eu desfrutei desse lá no Moacy. Lindo!

ACANTHA disse...

Li seu comentário lá, MARCELO... E mais não digo.. (Obrigada, lindo..)

Lado B disse...

sabe que acho o poeta um ser pra lá de generoso? compartilhar uma emoção...é íntimo d+..:-)

acantha disse...

É uma forma de ver, "B" querida.. Acho escritores uns exibidos...